vovocristina.com.br

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

ALUÁ OU ARUÁ


Esta semana nosso amigo Olavo teve bastante trabalho.
Ele é médico e de vez em quando confere nossa pressão.
A pressão do meu marido estava alta. 
Resolvemos fazer uns exames e eu também, 
além de algumas alterações, estou com anemia. 

Alimentação natural, com legumes e verduras, 
aqui em Manaus, é bem mais complicado. 
Além dos preços altíssimos, 
nem sempre encontramos produtos com fartura.

Conversa vai e vem, o Dr. Olavo nos sugeriu também 
substituirmos refrigerantes por sucos naturais.
Ele sempre nos traz abacaxis bem docinhos e ontem 
preparou para nós o suco da casca de abacaxi.

MODO DE FAZER:

Lave bem o abacaxi por fora e depois descasque normalmente 
e vai colocando as cascas no liquidificador.



Bate tudo com gelo e açúcar, passe pela peneira e pronto!!!
Fica muito bom!
Eu provei e adorei!

Eu fiquei sabendo que esse suco da casca era mais conhecido, por aqui, por ALUÁ.

Mas uma amiga nossa ligou, assim que eu fiz esta postagem e passou a informação
que o  aluá é feito com a casca do abacaxi, mas é mais demorado.
Em geral, os índios descascam os abacaxis e deixam as cascas de molho na água,
por mais ou menos de 2 a 3 dias, ao luar,
adicionam também cascas de gengibre, caldo de cana ou açúcar mascavo.

A bebida parece se transformar numa bebida alcoólica,
mas na realidade, devido ao tempo de preparo em exposição,
 ela fermenta e fica com esse efeito que os deixam tontos.

*****

 É uma bebida tradicional no Norte do Brasil e é feita de abacaxi ou de milho. Segundo o folclorista Luís da Câmara Cascudo, esse nome pode ser uma corruptela de “ao luar”, porque os escravos preparavam esse refresco à noite.

Pelas pesquisas que eu fiz, podemos afirmar que o aluá foi a coca-cola do Primeiro Império aqui no Brasil. Por ser uma bebida muito refrescante, virou mania tomar aluá na Corte de Dom Pedro I. Mas essa bebida chegou primeiro na Amazônia, Ceará, Pernambuco, Paraíba e no Rio Grande do Norte. 

Era uma bebida portuguesa, mas que sofreu alterações por aqui. 
E era adoçada com rapadura.

O Aluá feito em Portugal era uma bebida adicionada de bagaceira, 
que é a cachaça feita de uva e que muita gente conhece também como grapa. 

Só que os índios da Amazônia também faziam um suco parecido, com abacaxi e com teor alcoólico bem mais baixo, porque eles usavam o abacaxi fermentado, que gerava uma pequena graduação alcoólica de 3%, metade da de uma cerveja Pilsen.

Então o aluá brasileiro misturou o culto religioso dos africanos, a colonização portuguesa e a culinária indígena. Portanto, temos aí, talvez a bebida genuinamente brasileira ou, no mínimo, a mais tradicional feita por aqui.

Hoje em dia você não encontra aluá em todas as esquinas, mas nos festejos religiosos ela é uma bebida tradicional. Na Umbanda e no candomblé, o aluá é oferecido a Yemanjá.

Em Minas Gerais, ele ainda é servido nos rituais de fé da Igreja Católica, 
geralmente nas irmandades e não pode ser vendido. 
No Nordeste, o aluá é bebido em algumas cidades do sertão, 
nas novenas, nas festas das padroeiras. Fonte: Blog Gourmet Brasília

E pela nossa querida wikipédia:

O aluá é uma bebida refrigerante de origem indígena, feita com a fermentação de grãos de milho moídos. No Acre e no resto da Amazônia é comum se usar o milho triturado ou a farinha de milho. Em outras regiões, como por exemplo em Belém, se usam cascas de frutas como o abacaxi, raiz de gengibre (esmagada ou ralada), açúcar ou caldo de cana e sumo de limão. Também chamada de aruá.





17 comentários:

  1. Deve ser delicioso o suco,aqui em casa nós comemos bastante legumes e verduras compramos em uma chacara e é bem fresquinha e o preço muito bom
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Luci,
      é fundamental uma alimentação saudável.
      Aqui uma couve-flor custa R$ 20,00.
      É mole?

      Excluir
  2. Amiga,
    vou ficar com a dica do Olavo, eu amo suco de abacaxi nunca
    fiz com a casca, legal!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andréa, eu sempre ouvi falar, mas nunca tinha experimentado e nunca me animei em fazer, mas ele pronto,né? Com certeza foi além das minhas expectativas. Imperdível, depois me conte.

      Excluir
  3. Caramba! Couve-Flor à R$ 20,00 !!!
    Eu que sou movida a legumes e verduras acho então que não iria me habituar a morar aí.
    Meu pai quando éramos crianças, deixava as cascas de abacaxi fermentarem e depois fazia refresco. Mas não me lembro de ter algum teor de álcool. Lembro que era muito bom.
    Legal saber que o suco feito das cascas tem esse nome!
    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tania,

      pois é minha querida. Dá vontade de chorar em ver esses preços. O brócolis também é muito caro.
      E eu adoro esses dois.

      Já vi melão aqui a R$ 50,00.
      Da próxima vez irei fotografar.

      Que boa lembrança essa da casca, né? Eu confesso que não conhecia. Meu marido disse que isso é do tempo dos egípcios.
      Adoro essa troca de informações.
      Beijos, volte sempre.

      Excluir
  4. Oi Vovó,boa noite!
    Gostei da ideia do suco com a casca do abacaxi com pedaços de gengibre, acho que vai ficar bem gostoso.
    Agora o que eu não gostei nem um pouco foi deste preço,rsrsrssrr.É um absurdo ai não tem bolso que resista :-)
    Super beijo pra você minha linda, e olha segue direitinho as recomendações do seu doutor assim você e seu amado esposo rapidinho ficaram melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priiiii...que bom te ver aqui!
      Nem fala em preços, tem dias que eu nem olho pra poder comprar, pois se pensarmos não dá.
      Estamos nos cuidando, pode deixar.
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos.

      Excluir
  5. Otima dica, assim que puder irei tentar aqui em casa, afinal parece que irá ficar delicioso
    Beijos da Ana
    http://www.anabelasemijoias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, quando tentar me fala se gostou, viu?
      Eu achei surpreendente, achei que ia ter gosto de casca,
      rsrsrsrs....e nem tem. Vale a pena aproveitá-las.
      Beijos.

      Excluir
  6. Gostei da dica e pricipalmente porque vejo que o blog também é cultura rsrs....amei a historia!bjuss

    ResponderExcluir
  7. Engraçado, eu tomo o suco de casca de abacaxí a algum tempo, deixo em infusão por 3 dias, bato no liquidificador, adoço, coloco gelo e tomo, sempre gostei. Eu via a semel milho.hança no gosto, ao aluá. Mas não sabia que é um aluá. Pensei que aluá só fosse feito de milho. Descobri agora quando vim procurar a receita de aluá na internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Índia, obrigada pela visita!
      Eu aprendi que ê assim.
      Casodescubra algomaisme fale. Beijos.

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Tô tomando agora um aluá bem geladinho que eu mesma fiz. Peguei a casca de um abacaxi bem maduro, lavei e coloquei dentro de uma vasilha com água. Tampei e deixei dentro da geladeira. Agora duas semanas depois resolvi abrir... Coei uma parte coloquei num copo, coloquei açucar, água e gelo e tô tomando. Tá uma delícia! Há mais de 20 anos não tomava um desses. Lembro qur na minha infancia minha mãe fazia muito isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só pra constar, sou do Acre, mas minha mãe era de Belém, certamente ela aprendeu a receita em Belém.

      Excluir
  10. A vó Mocinha fazia aluá. Era uma bebida deliciosa. Era feita num pode grande de barro, não sei quais eram os ingredientes, mas sei que tinha rapadura para adoçar a bebida.

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo/a ao blog da Vovó Cristina!

Adoro receber sua visita!

Com carinho, Vovó Cristina.

Deixe seu e-mail, assim posso escrever
pra vc!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...